Você está aqui: Página Inicial Campi Centro Cursos Pós-Graduação Mestrado - Engenharia Ambiental Projetos de Pesquisa Linha de Pesquisa Desenvolvimento e Sustentabilidade

Linha de Pesquisa Desenvolvimento e Sustentabilidade

Projetos em andamento da Linha de Pesquisa Desenvolvimento e Sustentabilidade

I. Projetos de pesquisa e extensão em andamento com temática relacionada a estratégias locais para o desenvolvimento regional
- Tecnologias de Informação - Desenvolvimento de Componentes de Suporte a Decisão para ERP Aberto

O objetivo central do projeto é prover soluções de tecnologia de informação que atendam às municipalidades e/ou  às pequenas e médias empresas, com vistas à implementação de melhorias na gestão ambiental pública e/ou empersarial. O projeto dedica-se ainda ao desenvolvimento de sistema ERP de código aberto, desnvolvido em cooperação interinstitucional com equipe de pesquisadores franceses e à montagem de Telecentro de Informações e Negócios. Conta com apoio da Prefeitura de Campos dos Goytacazes, da FIRJAN, do MDIC, do SEBRAE-RJ e da Associação Comercial de Campos. 

- Recuperação de áreas degradadas com vistas à geração de trabalho e renda no Norte Fluminense

Na região norte fluminense, a indústria extrativista tem grande expressão, sendo responsável, atualmente, por 84% da produção nacional de petróleo (PETROBRÁS, 2008) e na produção de cerca de 120 milhões de peças de cerâmica por mês, sendo o maior pólo produtor de tijolos do país. A Indústria sucroalcoleira, com o cultivo extensivo de cana para produção de açúcar e álcool, também ocupa um lugar de destaque. Todas essas atividades causam grandes modificações no ambiente, seja pela extensão, como no caso das plantações de cana de açúcar que ocupam 200.000 hectares (PMCG, 2005, p.155), seja pelo potencial poluidor, como no caso do petróleo ou pela destruição do solo como é o caso das cerâmicas (RAMOS, 2000). Apesar da indústria ceramista ser uma atividade econômica de grande importância para a região é, também, uma das que mais impactam negativamente o ambiente. Atualmente, as indústrias cerâmicas extraem cerca de 7.000 m3 diários de argila. Ramos (2000) estima haver no norte fluminense uma jazida total de 1.591.460.000 m3 de argila, com uma área total explorável de 620 km2, sendo esta, portanto, a área a ser impactada diretamente por essa atividade. Levando-se em conta as clareiras, as lavras abertas, bordaduras e aceiros tem-se uma área degradada bastante expressiva. A autorização de lavra prevê a recuperação dessas áreas e deve ter por objetivo “o retorno do sítio degradado a uma forma de utilização, de acordo com um plano preestabelecido para o uso do solo, visando a obtenção de uma estabilidade do meio ambiente” (Decreto lei 97.632/89). A recuperação das funções ecológicas dessas áreas, buscando restaurar a diversidade da flora, a micro e macro fauna são, portanto, imprescindíveis. Estabeleceu-se como objetivo dessa pesquisa utilizar a metodologia preconizada por Kageyama (2001), modificada para ser utilizada no ambiente da cava, para revegetar uma cava de argila utilizando espécies nativas que se adaptem às condições de baixa fertilidade e de grande quantidade de água em determinadas épocas do ano, além de determinar os possíveis consórcios entre elas e verificar as possibilidades de utilização de mão de obra em cada uma das etapas como alternativas de trabalho e renda para as populações rurais. O delineamento experimental foi o de um bloco casualizado, com dez tratamentos mais controle. Os tratamentos serão constituídos do plantio de vinte espécies com cinco repetições. O experimento será implantado em área com mais de dez anos de terminada sua exploração, onde é encontrado uma cobertura de vegetação rasteira. A área receberá 100 mudas que serão avaliadas por 6 meses.

 
- Sistema Embarcado para Medição Contínua de Marés

Sistema composto de componentes mecanicos e eletronicos. Tem a finalidade de registrar continuamente o nivel das mares em relação ao tempo. Esse conjunto num primeiro momento atenderá a uma comunidade de aquicultores, com criação de ostras na foz do Rio São João, podendo ser mais tarde ampliada a outros interessados.

 

- METODOLOGIA PARA IDENTIFICAÇÃO DE FATORES DE SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PESCA ARTESANAL

Este projeto propõe a aplicação das técnicas de análise multivariada nos dados disponíveis, recorrendo desta forma a uma metodologia consolidada na área ambiental e de ciências sociais, cujo objetivo é a elaboração de um indicador para identificar e quantificar quais iniciativas, em termos de políticas públicas, são mais efetivas para desenvolvimento da atividade pesqueira regional, bem como para melhoria das condições sociais e desenvolvimento da autonomia dos pescadores artesanais; mais especificamente em termos de iniciativas ao alcance dos programas de formação inicial e continuada aplicáveis na área do Núcleo Sudeste I, Instituto Federal Fluminense e Unidade de Pesquisa e Extensão Agro-Ambiental – UPEA.

 



II. Projetos de pesquisa e extensão em andamento relacionados à temática fontes renováveis, conservação e uso eficiente de energia:

- Estudo de Indicadpores de Sustentabilidade nos Municípios do Eixo Macaé-Campos.

O projeto visa à avaliação de indicadores de sustentabilidade adequados aos municípios da região norte fluminense ligados à produção de petróleo.

 


- Recursos enérgicos renováveis e a ecologia do trabalho: o caso do etanol brasileiro

Este projeto de pesquisa tem como objetivo levantar questões a respeito da problemática atual do etanol, levando em consideração suas implicações políticas, econômicas e sociais. Hoje, a partir do discurso ambiental de urgência em reverter o processo de aquecimento global, busca-se cada vez mais fontes de energia que não contribuam para o agravamento do problema. Neste cenário, o Brasil se coloca como peça chave para contribuir com o desenvolvimento de energias renováveis com menor índice de poluição. Sendo a cana-de-açúcar a matéria prima mais eficaz na fabricação de etanol, o Brasil, que tem tradição em seu cultivo, passa a ter um status de importância global. Diante da demanda atual do etanol busca-se entender como fica as condições do trabalhador das lavouras de cana-de-açúcar em uma vertente da ecologia do trabalho. Discute-se também os pós e contras dessa súbita projeção do Brasil no cenário global e quais os principais interesses geopolíticos em jogo.


- Análise da Logística do Biodiesel no Norte Fluminense: Um Modelo para Localização Geográfica e Distribuição de Usinas de Biodiesel

O biodiesel é um biocombustível derivado de biomassa renovável para uso em motores a combustão interna com ignição por compressão ou, conforme regulamento, para geração de outro tipo de energia, que possa substituir parcial ou totalmente combustíveis de origem fóssil." (Site do Senado Federal - Lei no 11.097, 2005). Grandes empresas petrolíferas do mundo, como a ExxonMobil, Shell e a Petrobras, já tornaram público seus interesses em investir no desenvolvimento de fontes de energia alternativas ao petróleo, tal como gás natural, célula de hidrogênio, energia solar e eólica, álcool e biodiesel. Energias renováveis são aquelas provenientes de fontes naturais capazes de se regenerar e que, portanto, não alteram o equilíbrio do planeta. Pesquisas recentes sugerem a utilização da biomassa para fins energéticos, principalmente para o combustível, ou seja, o aproveitamento de outros organismos biológicos como fontes de energia: a cana-de-açúcar, o eucalipto, a beterraba (dos quais se extrai álcool), o biogás (produzido pela biodegradação anaeróbica existente no lixo e dejetos) orgânicos), a lenha e o carvão vegetal, alguns óleos vegetais (amendoim, soja, dendê, mamona), etc. O trabalho especificamente propõe buscar a otimização e assim contribuir para a consolidação da cadeia produtiva na região norte fluminense, na ligação insumo: agrícola/óleo/etanol - produção de biodiesel - distribuidores, com todas as contribuições de carater geral citadas para a região norte-fluminense.

 

 

III. Projetos de pesquisa e extensão em andamento relacionados à temática meio ambiente e materiais:

- Biorremediação de Áreas Contaminadas por Hidrocarbonetos dos Petróleo

A importância do desenvolvimento de abordagens multi-disciplinares para a resolução de problemas relativos à poluição antropogênica é agora claramente apreciada pela comunidade científica, e isso é especialmente evidente nos ecossistemas expostos a crescentes ameaças de hidrocarbonetos do petróleo expandidas através das atividades de extração e contaminação dos recursos naturais (ROBERTSON et al., 2007).

A crescente conscientização dos efeitos nocivos da poluição para o meio ambiente e para saúde humana levou a um aumento acentuado na investigação de diversas estratégias que poderão ser utilizadas para a descontaminação de ambientes poluídos. Muitos métodos convencionais de descontaminação são caros devido ao custo de escavação e transporte de grandes quantidades de materiais contaminados para tratamento ex situ, como a lavagem do solo, inativação química e incineração (CHAUDHRY et al., 2005; PILON-SMITS, 2005). O elevado custo e limitada eficiência destes tratamentos tradicionais físico-químicos tem estimulado o desenvolvimento de tecnologias alternativas para aplicações in situ, em especial os baseados em remediação biológica com a utilização de plantas e micro-organismos (CHAUDHRY et al., 2005; SINGH & JAIN, 2003; DORAN, 2009).

A fitoremediação realizada com os vegetais que compõem o ecossistema de restinga destaca-se como campo de pesquisa inovador na área da biorremediação. Nesse contexto, a introdução seletiva de micro-organismos específicos com grande capacidade biodegradante na rizosfera de plantas características desse ecossistema, pode acelerar a recuperação de solos contaminados com produtos químicos orgânicos. Os micro-organismos mais adequados para biorremediação podem ser aqueles isolados de sítios contaminados com um particular composto alvo. As espécies bacterianas que são conhecidas por serem as mais úteis na biorremediação pertencem aos gêneros Flavobacterium, Arthrobacter, Azotobacter, Pseudomonas e Burkholderia.

Várias espécies têm considerável importância comercial e ecológica e algumas provaram ser muito eficientes em biocontrole, promoção de crescimento vegetal e biorremediação. Infelizmente, grande das cepas de algumas dessas espécies estão envolvidas em infecções humanas, dificultando aplicações potenciais.

Novas espécies de bactérias diazotróficas, filogeneticamente afastadas das espécies patogênicas e, portanto, que não exibem risco ao homem, têm sido descobertas recentemente. Entretanto, a sua distribuição ambiental e elementos relevantes para aplicações na agro-biotecnológica e biorremediação são pouco conhecidas. Tal fato, enfatiza o grau de contribuição a ser alcançado com o objeto proposto de pesquisa. 

- Meio Ambiente e Materiais

Este projeto de pesquisa tem como objetivos principais avaliar sistemas detratamento de efluentes domésticos implantados na região Norte-Fluminense,por meio de critérios ambientais como: sistema hídrico e permeabilidade dosolo da região, exigências legais e técnicas para o tratamento de efluentes,características da água utilizada para abastecimento da população; e critériossociais como índice de doenças de veiculação hídrica, condições deabastecimento de água e de esgotamento sanitário, com vistas aoestabelecimento de alternativas de otimização; relativamente aos efluentesindustriais, o projeto visa auxiliar na implantação ou no aprimoramento desistemas de gerenciamento ambiental de empreendimentos regionais, combase nas normas legais pertinentes, nas normas técnicas para classificação deresíduos, no estabelecimento do manifesto de resíduos, na quantificação e naindicação de disposição mais adequada dos resíduos produzidos.

 

Ações do documento