Você está aqui: Página Inicial Campi Pádua Notícias IFF inaugura campus no Noroeste Fluminense

IFF inaugura campus no Noroeste Fluminense

Em atividade desde o início de 2015, o campus Pádua foi oficialmente inaugurado com a presença de gestores do MEC, IFF, autoridades locais, estudantes e comunidade.

IFF inaugura campus no Noroeste Fluminense

Da esquerda para a direita: Luiz Augusto, Marcelo Feres, Josias Quintal e Carlos Alberto no descerramento da placa de inauguração.

 Os estudantes foram os verdadeiros protagonistas da inauguração oficial do campus Santo Antônio de Pádua do Instituto Federal Fluminense, realizada na sexta-feira, 30 de outubro de 2015. Primeiramente, a Orquestra de Violões, formada por alunos do campus Campos Centro, mais uma vez fez um verdadeiro espetáculo. Apresentando cinco músicas, o grupo emocionou os presentes dando início a uma série de outras emoções que se seguiriam.

 Três estudantes e um pai de aluno fizeram discursos emocionados sobre a importância do IFF em suas vidas e as expectativas em relação às oportunidades que uma educação pública e de qualidade poderá proporcioná-los.

Inauguração Pádua (orquestra)

 

 “O que falar de uma escola tão sonhada?”, perguntou a estudante Alícia Azevedo. “Antes mesmo de sua construção, o IFF já estava em nossos corações e foi muito aguardado por todos nós”, completou. Alice destacou que com um projeto pedagógico que foge dos padrões normais, o campus tem possibilitado o diálogo entre a escola e a sociedade e oportunizado a construção do conhecimento e do caráter dos seus alunos. “E depois de oito meses, aqui estamos, superando todas as dúvidas e dificuldades. Aqui é a vida e ´é a vida, mais do que a morte, que não tem limites”, disse citando Gabriel García Márquez.

 O campus Pádua foi o primeiro no IFFluminense a implantar um projeto político pedagógico baseado na politecnia que visa aliar o conhecimento teórico com o prático por meio do desenvolvimento de projetos que envolvem servidores, estudantes e comunidade.

 Com lágrimas nos olhos e muito emocionado, Carlos Alberto Fernandes, diretor do campus, relembrou em seu discurso as dificuldades iniciais na construção da escola e destacou: “caminho aberto ao diálogo, à diversidade, à amizade é o que estamos buscando construir. Porque é aqui que começamos a mudar o mundo. Que os estudantes tenham aqui a extensão dos seus lares, onde poderão realizar seus sonhos”.

 A ex-reitora do IFF, Cibele Daher também foi convidada a participar da cerimônia. Foi em sua gestão, em 2011, que foi definida junto ao Ministério da Educação a expansão do IFF para Santo Antônio de Pádua e quando, após esforços federais e municipais, houve a cessão da área onde hoje está construído o campus. “Constato com alegria que a semente que lançamos, hoje é realidade”, destacou Cibele lembrando que desde 1999 o Instituto trabalha em parceria com o município desenvolvendo diversos projetos. “Temos aqui um exemplo claro de boa política pública. Não podemos deixar de praticá-la, de escutar e dar voz aos que mais necessitam de uma educação pública e de qualidade”.

 O prefeito do município, Josias Quintal, disse que falar da importância do IFF para a região seria obviedade e ficou admirado com os discursos dos alunos. “Observei perplexo o preparo desses jovens que falaram aqui hoje e é exatamente esta a essência do que se faz aqui nesta escola”.

 Também discursou o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Marcelo Feres, ex-aluno do IFF e professor da casa. “Essa instituição muda a capacidade de sonhar. Que investimento pode ser maior e melhor do que transformar vidas? Assim como a minha vida foi transformada por esta instituição as desses jovens também serão”, relatou.

 O reitor do IFF, Luiz Augusto Caldas, frisou ser um momento especial, “de esperança e de garantia de que o nosso sonho ganha corpo: o IFF está em Pádua, pertence a este território. O que significa um campus como esse?”, perguntou, “possibilita o direito do seu filho ser alguém na vida. Possibilita interferir em uma realidade e torná-la melhor, participando do desenvolvimento econômico e social para desenhar caminhos significativos para a juventude tendo como passaporte a educação”, afirmou.

 A cerimônia, que começou por volta das 14h, foi encerrada duas horas depois com uma pequena, mas inusitada homenagem ao diretor do campus. Os estudantes tomaram o microfone e improvisaram um hip hop cuja letra ressaltava o trabalho realizado na escola. “Vocês nos ensinaram o amor. Muito obrigada por todo o amor que vocês nos dão todos os dias e saibam que é recíproco”, disse uma das alunas finalizando a cerimônia.

Inauguração Pádua (alunos)

 

 Saiba Mais: O campus entrou em funcionamento no início de 2015 e oferta Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio por Eixos Tecnológicos nas áreas de Controle e Processos Industriais, Gestão de Negócios e Infraestrutura. Também está presente no município de Cordeiro, com a oferta do Curso Técnico em Mecânica e os Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) de Torneiro Mecânico e de Soldador no Processo Eletrodo Revestido Aço Carbono e Aço Baixa-liga. Atualmente, conta com 78 alunos nos cursos técnicos, 50 alunos nos cursos de Cordeiro, além de 16 alunas do curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) de Instalador de Refrigeração e Climatização Doméstica do programa Núcleo de Gênero “O ser mulher no território de Santo Antônio de Pádua: a importância da educação profissional no empoderamento feminino”.

 

 

 

IFF nas redes sociaishttp://portal.iff.edu.br/redessociais

(Publicada em: 31/10/15)

 

 

Ações do documento