Você está aqui: Página Inicial Projetos Programa de Astronomia Astronomia nos campi

Astronomia nos campi

Imagens – pensamentos entre o céu e a terra: o telescópio é nosso.
Coordenadora: Nelma Ferreira dos Santos
Campus: Macaé

Resumo: A astronomia é indicada como conteúdo do ensino básico, tanto fundamental quanto médio,pelos PCNs. É também uma forma lúdica e agradável que pode associar muitas ciências e diversos outros conhecimentos a fim de fazer a educação e a divulgação científicas. Para tal faremos observações celestes periódicas, utilizando o nosso telescópio; produziremos astrofotografias, folders; ministraremos palestras, e outras atividades. O público-alvo são os alunos e servidores do IFF-Macaé, a população em geral dos municípios de Macaé e Rio das Ostras – aproximadamente duas mil pessoas, como estudantes do curso de formação de professores das séries iniciais e demais pessoas. Pretendemos a construção de um espaço fixo para a criação do observatório no campus Macaé, bem como um planetário móvel, para atividades diurnas, já que com o telescópio só podemos fazer observações noturnas. Este é o terceiro ano de projeto. Nos dois anos anteriores aprendemos a utilizar o equipamento,tanto o telescópio quanto a máquina fotográfica e, marcamos nossa presença no IFF-Macaé. Além disso, viajamos para São Pedro da Serra a fim de fazer observações com pouca iluminação artificial, escrevemos um folder para divulgação do projeto e participamos de atividades em Rio das Ostras.

 

Viagem pelo Universo
Coordenador: Alexandre Peixoto do Carmo
Campus: Cabo Frio 

Resumo: O projeto de extensão "Viagem pelo Universo", realizado pelo IFF - campus Cabo Frio, tem como finalidade promover e divulgar a observação astronômica e estudo da astronomia. Astronomia significa lei das estrela. A astronomia nasceu com o próprio ser humano que possivelmente olhavam as estrelas e se perguntavam o que eram aqueles pontos brilhante no céu. Ela foi praticada por povos de todos os lugares e tempos, dos observatórios mesopotâmicos conhecidos como zigurates até as pirâmides Astecas na América, passando pelas orientações das construções indígenas do Brasil central chegando ao observatório da montanha púrpura na China. Inicialmente a Astronomia se ocupava de leis matemáticas e geométricas que buscavam explicar as posições e movimentos dos astros, mas é claro que nos dias de hoje a astronomia é muito mais do que isso. Viagem pelo Universo possibilitará a população e estudante da região entorno do campus Cabo Frio compreender os mistérios do Universo, da formação das estrelas até a obtenção de imagens de aglomerados e galáxias distantes, uma verdadeira viagem pelo universo que viemos.


Céu aberto
Coordenador: Vicente de Paulo Santos de Oliveira 
Campus: Rio Paraíba do Sul

Resumo: O projeto visa continuar na divulgação do estudo na área de Astronomia, e ajudar as pessoas a compreender melhor os fenômenos ligados ao Céu, tais como: as fases da Lua, em que e como ela pode interferir em nossas vidas; como e porque ocorrem os eclipses; qual a importância de estudar o Espaço, enviar satélites e pesquisar outros planetas; estabelecer fatos históricos sobre a evolução dessa ciência, além de motivar os estudantes a participarem de eventos afins e em olimpíadas. As atividades serão realizadas no campus Rio Paraíba do Sul, através de palestras; apresentações de filmes; realizações de oficinas com montagem do sistema Solar em escala reduzida, construção de lunetas e foguetes com materiais de baixo custo; formação de grupo de estudo com foco na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica - OBA e também, encontros noturnos aberto à comunidade, para visualizações práticas. Além da divulgação pretendida da Ciência temos como objetivo, estabelecer um vinculo maior entre a instituição e a população da região, construindo uma base no conhecimento de forma simples e atraente, motivando-os na busca do conhecimento no âmbito cientifico e na participação em eventos culturais.


No céu com diamantes – Clube de Astronomia do Noroeste Fluminense (CARONTE)
Coordenador: Alex Garcia Marca
CampusItaperuna
Blog: http://www.caronteiff.blogspot.com.br/

Resumo:  O Projeto No Céu com Diamantes - CARONTE vem sendo desenvolvido desde abril 2011. Periodicamente foram realizadas palestras no campus e em comunidades e escolas da região e, quando possível, realizaram-se observações por telescópio. Semanalmente ocorreram encontros com os membros do Clube para atualizações e planejamento de novas atividades. O clube vem desenvolvendo um programa de iniciação e atualização às ciências astronômicas que ocorre através de eventos, oficinas, palestras e cursos. As redes sociais foram utilizadas como principal meio de divulgação das atividades do CARONTE. Dentre os eventos realizados se destaca o projeto “Astronomia na Praça”, no qual o telescópio do Instituto Federal Fluminense Campus Itaperuna é levado até as praças e comunidades promovendo as observações de astros em que participa toda a população, além das exposições orais realizadas em diferentes escolas da região. Uma das ferramentas de divulgação do Projeto No Céu com Diamantes – CARONTE é o blog no endereço www.caronteiff.blogspot.com, que já conta com mais de 100.000 visualizações. Dentre outras atividades desenvolvidas e que merecem destaque estão o incentivo à participação do Curso de Astrofísica Geral, oferecido pelo Observatório Nacional; da Semana Mundial do Espaço; da I e II Semanas Acadêmicas do campus Itaperuna; dos Encontros de Astronomia do IFF e do Encontro de Extensão do IFF. O CARONTE, pelos dados das redes sociais, vem apresentando ampla divulgação e reconhecimento, tendo grande projeção principalmente junto a comunidade da região Noroeste Fluminense. O blog e a página no Facebook têm demonstrado eficácia como veículo de comunicação e divulgação das atividades do Clube e de informações científica. A participação do CARONTE em eventos vem propiciando a realização de palestras, observações e atividades lúdicas, como competições de foguetes e “QUIZ” Astronômico, além de oportunizar aos estudantes de escolas públicas da região um maior aprofundamento sobre o Sistema Solar e o Universo, divulgando e popularizando o conhecimento científico, desempenhando plenamente os objetivos proposto pelo Projeto e atendendo satisfatoriamente as metas propostas.


Aprendendo a olhar o céu (AOC)
Coordenador: João Carlos Nogueira Alves 
Campus: Quissamã

Resumo:  A necessidade de termos ações interdisciplinares socialmente afirmativas, explicitadas pelos PCNs, nos dar um forte argumento para continuarmos essa atividade introdutória de astronomia, como motivadora de aprendizado de saberes e tecnologia e de reafirmação da coesão do IFF com as múltiplas comunidades locais. O propósito do projeto é estimular o gosto e a iniciativa de observação do céu a partir de nosso município. O AOC (Aprendendo a Olhar o Céu) desenvolver-se-á no Campus Quissamã, naquilo que se refere a sua formatação e ao seu aprimoramento, com utilização de roteiros de conceitos, instrumentalização e observação do céu, pretendendo pular a cerca do campus dirigindo-se para além deste.


Programa de Astronomia do campus Campos Centro 
Coordenadora: Cristine Nunes Ferreira
Campus: Campos Centro

Resumo:  Além da observação e por meio desta a inclusão e interação de membros da comunidade e seus diversos setores, esse projeto tem também o papel de promover a interdisciplinaridade entre os cursos superiores do IFF desde da Engenharias até os cursos de licenciatura em Ciências da Natureza usando os aspectos observacionais e inovativos proporcionados pela astronomia. Para isso usaremos e montaremos uma infra estrutura com objetos educacionais exposições, a criação do planetário e a biblioteca astronômica entre outras ações. Abertura do observatório para a visitação pública com informações técnicas e material escrito ao público em geral. A participação de estudantes de outras escolas nas atividades que serão desenvolvidas e a realização das Olimpíadas de astronomia para os alunos do IFF proporcionará a melhoria da qualidade dos alunos que entram em nossos cursos superiores alem de promover atividades para a divulgação científica e formação de recursos humanos com a elaboração de monografias de conclusão, trabalhos científicos, material didático na área, entre outros.

Ações do documento